Pedagogia para concursos públicos

Quando falamos em Pedagogia para concursos públicos, sabemos que é uma opção interessante e se torna objetivo de grande parte dos pedagogos ainda durante a graduação.



A possibilidade de estabelecer um plano de carreira, aliada ao salário atrativo e a estabilidade, fazem com que alguns concursos públicos, como na prefeitura de São Paulo, por exemplo, sejam muito concorridos.


Apesar disso, poucos se preparam corretamente. Em geral, é só depois da publicação do edital que começam a estudar e, muitas vezes, através de métodos ineficientes e de conteúdos defasados.


Como fazer para mudar isso? Com um preparo que começa bem antes do edital ser publicado, estudando com material completo e que aborde todos os pontos importantes das principais bancas e com a ajuda de quem já passou por esse processo.


E como saber por onde começar a estudar?

Bom, durante a preparação do curso regular de Pedagogia, fizemos uma análise sistemática de 20 provas aplicadas entre 2018 e 2019 em concursos da área pedagógica.


São vagas para professores em todos os níveis, agentes escolares, gestores e pedagogos para outros órgãos que não aqueles da educação (Analista do Ministério Público, por exemplo).


Sabendo o que é mais cobrado, podemos planejar uma estratégia do que estudar e como estudar. Vamos para análise?


1. Legislação Educacional – 238 questões


Certamente o mais cobrado nas provas de pedagogia para concursos públicos são as diversas legislações que norteiam nosso trabalho. Dessas questões, temos o seguinte panorama:


  • 96 foram relacionadas a: LDB (Lei de Diretrizes e Bases);

  • 30 sobre o ECA (Estatuto da criança e do adolescente);

  • 23 questionavam sobre CF (Constituição Federal);

  • 21 obre o PNE (Plano Nacional da Educação);

  • As demais perguntas eram relacionadas à legislações específicas, como o estatuto dos funcionários públicos de cada município e determinações de cada sistema de ensino.


2. Processos de ensino – aprendizagem – 207 questões


Esse tema inclui questões mais genéricas sobre teorias pedagógicas e sobre didática, sem citar claramente nenhum autor, mas com uma abordagem fortemente marcada pelas teorias de Piaget e Vygotsky.


3. Didática Geral – 180 questões


A grande maioria das questões de pedagogia para concursos públicos aqui giram em torno das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs), com 106 questões. 50 questões são relacionadas com a metodologia de ensino das mais diversas disciplinas (Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, etc.). Entre as questões restantes, 13 abordavam os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) e 07 a interdisciplinaridade.


4. Teorias da Aprendizagem e Tendências Pedagógicas – 79 questões


Apareceram questões sobre os mais diversos autores e, quando falamos em teorias da aprendizagem, a grande predominância é de questões envolvendo teorias de Piaget e Vygotsky.


5. Avaliação – 62 questões


Esse tema é bem atual e tem sido cobrado exaustivamente pelas bancas! Atenção nele!


6 . Educação Infantil – 56 questões


Novamente uma temática que vem sendo a cada dia mais cobrada. Com a obrigatoriedade do acesso à escola a partir dos 4 anos, os sistemas de ensino foram obrigados a contratar especialistas nessa faixa etária.


Faça parte de uma das maiores universidades do mundo, saiba mais...


7 . Inclusão e Diversidade – 43 questões


Tanto legislação como metodologia de ensino relacionadas a inclusão e diversidade continuam sendo bastante cobradas nas provas. Vale lembrar que aqui estamos falando de inclusão e diversidade em seu aspecto mais amplo, abrangendo todos aqueles que historicamente foram excluídos da escola (negros, indígenas, mulheres, pobres, comunidade LGBT+, etc.) e não apenas a inclusão dos deficientes.


8. Planejamento – 43 questões


Aqui abrangendo diversas “modalidades” de planejamento: plano de ensino e de aula (23 questões) e plano da escola e projeto político-pedagógico (26 questões).


9. Alfabetização e Letramento – 20 questões


Quando prestei meu primeiro concurso na área de pedagogia, lá em 2010, mais da metade das questões da prova versavam sobre esse tema! Porém, nos últimos anos, esse número vem caindo bastante. Mas não subestime: continua sendo um tema que exige estudo, principalmente pela sua complexidade.


10. Jogos e brincadeiras – 10 questões


Em especial nos concursos relacionados à educação infantil, a importância da brincadeira aparece muito. Sobre o jogo, a teoria piagetiana costuma ser cobrada.


Ai está nosso top 10 dos temas mais recorrentes nas provas de 2019 na área de Pedagogia para concursos públicos. Outros assuntos que surgiram, como: função social da escola (10 questões); Tecnologia da Informação e da comunicação (8 questões); Pedagogia Empresarial (4 questões); Temas contemporâneos como por exemplo buylling, evasão escolar, educação sexual, educação ambiental, FUNDEB, educação para direitos humanos, protagonismo juvenil e robótica (37 questões).


Além disso, existem questões que citam nominalmente autores. Os que mais aparecem são:


1. Libâneo – 30 questões


2. Piaget – 25 questões


3. Vygotsky – 19 questões


4. Paulo Freire – 13 questões


5. Luckesi – 6 questões


6. Emilia Ferreiro – 6 questões


7. Zabala – 6 questões


8. Perrenoud – 5 questões


9. Wallon – 5 questões


10. Magda Soares – 4 questões


FONTE: Estratégia Concursos

PALUDETTO, Mariana. Pedagogia para concursos públicos. Estratégia Concursos. São Paulo, 04 de jan. de 2020. Disponível em: <https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/pedagogia-para-concursos-publicos/>. Acesso em 29 de jan. de 2020.


#unip #unipourinhos #graduação #ensinosuperior #educaçãoadistância #ead #concursopúblico #professor #pedagogia

7 visualizações

(14) 99890-7000

©2019 por UNIP Ourinhos-SP. Orgulhosamente criado pela LV-SVO